Servidores estaduais acumulam supersalários que ultrapassam a margem dos R$ 30 mil

Em tese, nenhum servidor público pode ganhar acima do teto constitucional. Por outro lado, na prática, é possível encontrar vários casos em todo o país de funcionários efetivos que ganham valores acima do gestor máximo dos Poderes.
No caso dos Estados, e, mais especificamente no Piauí, servidores da Águas e Esgotos do Piauí S.A (Agespisa) e da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) acumulam remunerações que ultrapassam o salário do governador Wellington Dias (PT), que após o aumento concedido pela Assembleia Legislativa alcançou a margem de R$ 26 mil.
Após analisar a prestação de contas de algumas secretarias estaduais inclusas no Portal da Transparência do Piauí, referente aos servidores efetivos contidos na folha de pagamento do mês de dezembro de 2014, a reportagem de O Olho constatou que servidores da Agespisa, exercendo cargos de engenheiros ou economistas, recebem um salário de até R$ 30.853,36, implicando aí os devidos descontos referentes ao imposto de renda ou mesmo empréstimos realizados pelo titular.
Nesse caso, os salários ultrapassam até mesmo o teto dos servidores públicos federais que não pode estar acima do salário dos ministros do STF (R$ 29,4 mil).
LEIA A MATÉRIA COMPLETA NO LINK ABAIXO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *