Empréstimo no Banco do Brasil: Fábrica de asfalto da Prefeitura continua no papel

   Foto ilustrativa
A aquisição de uma fábrica de asfalto para a prefeitura de Parnaíba, anunciada ainda no início de seu governo pelo prefeito Florentino Neto, ainda está apenas no papel. Desde agosto de 2013 que a Câmara Municipal aprovou a solicitação para o Poder Executivo contratar junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social – BNDES, através da Caixa Econômica Federal, recursos da ordem de R$ 2.890.447, 34( dois milhões oitocentos e noventa mil quatrocentos e quarenta e sete reais e trinta e quatro centavos) para serem aplicados na aquisição de máquinas e equipamentos no âmbito do programa PROVIAS (Programa de Intervenções Viárias), para possibilitar a viabilização de uma usina de asfalto para o município.
À época, o prefeito justificava sua proposta dizendo que “o Poder Executivo, com a implantação da usina de asfalto a prefeitura municipal iria ter uma redução significativa com os custos de contratação de empresas para a execução de reparos e pavimentação de vias públicas; a ampliação de oferta de serviços públicos em mobilidade e acessibilidade; uma maior autonomia na execução de obras e serviços; eliminação de gastos com locação de máquinas; a melhoria das condições de tráfego nas vias públicas; e a melhoria e agilidade nos grandes serviços de reparo e conservação de ruas e avenidas da cidade”.
Não deu certo o empréstimo junto a Caixa Econômica porque, segundo justificou esta semana  o vereador Gustavo Lima, “a Caixa pediu muitas certidões, muita exigência, estava tudo muito demorado e a Prefeitura resolveu pedir o financiamento ao Banco do Brasil,”, cujo projeto de lei autorizando novo empréstimo, como o mesmo objetivo, este no valor de  R$ 3.0000.000,00 (três milhões de reais). “O Banco do Brasil ainda vi conceder um empréstimo adicional para a construção de calçamentos”, disse Gustavo. De acordo com o vereador Diniz, de 30 a 40 dias o banco se comprometeu a liberar os recursos.
O prefeito justifica sua proposta no novo projeto dizendo que “a cidade de Parnaíba tem apresentado um acentuado crescimento econômico e, por consequência, está havendo um aumento significativo na frota de veículos que circula diariamente pelo município. Esse fluxo crescente eleva consideravelmente os gastos com manutenção das vias públicas”, daí a necessidade da contratação desta operação de crédito  no âmbito do PROVIAS, para a compra da fábrica de asfalto. 
O PROVIAS ((Programa de Intervenções Viárias), é um programa que visa realizar operações de crédito para aquisição de máquinas e equipamentos nacionais, destinados à intervenções em vias públicas, rodovias e estradas.
FONTE; JORNAL “TRIBUNA DO LITORAL”
NAS BANCAS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *