Robert Rios assume presidência da CCJ e Juliana Moraes Sousa a de Administração Pública e Política Social

Não bastasse a fase de críticas que tem recebido neste início de terceiro mandato, o governador Wellington Dias (PT) está mais do que ciente que não terá uma vida fácil com a oposição forte na Assembleia Legislativa.
Ele sofreu uma espécie de ‘terceira derrota’ nesta quinta-feira (26/02) em menos de dois meses de mandato. Perdeu a APPM, quando indicou o prefeito de Campo Maior Paulo Martins (PT) e foi derrotado e perder a presidência, quando apoiou o deputado estadual Fábio Novo (PT) derrotado por Themístocles Filho (PMDB).
Agora foi a vez de ver os deputados governistas perderem a chance de presidir a mais cobiçada comissão na Assembleia: a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Numa reunião que havia sido feita desde a quarta-feira, os deputados chegaram num consenso nesta quinta e decidiram quem assume o quê.
E para surpresa geral, o principal adversário de W.Dias é quem assume a presidência da CCJ: o deputado estadual Robert Rios (PDT). O parlamentar riu ao comentar sobre o assunto: “O governador mostra que tem uma base desorganizada. Entregou a presidência da principal comissão desta casa para o líder da oposição”.
Os deputados governistas brigaram pela CCJ e pela Comissão de Finanças. Ganharam apenas esta última, que será presidida pela deputada Liziê Coelho (PTB). A Comissão de Segurança, que muitos achavam que era a que seria presidida por Robert, que foi secretário desta área durante a gestão petista anteriormente, ficará com o deputado Firmino Paulo (PSDB).
A deputada Juliana Moraes Sousa, do PMDB, foi escolhida presidente da Comissão de Administração Pública e Política Social.(Com informações de Alisson Paixão)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *