Com obras paradas, teresinense está há 5 anos sem Centro de Convenções

Com pouco mais de 840.600 mil habitantes, de acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Teresina é uma das poucas capitais brasileiras que não possui um Centro Estadual de Convenções. Com o objetivo de construir um auditório com mais de 1 mil lugares, em 2008, ainda no segundo mandato do então governador Wellington Dias (PT), as obras do setor de eventos iniciaram. Mas, por conta de uma série de problemas em licitações, a reforma foi paralisada e agora, cinco anos depois, na atual gestão de Wellington, surge uma nova promessa de retomada nas construções do espaço.
A obra do Centro de Convenções atualmente é um exemplo de grande desperdício de dinheiro público.  Cerca de R$ 5 milhões já foram aplicados na construção, que permanece inacabada. No local, inclusive, ainda há restos de material de construção utilizados na  última tentativa de retomada da obra, que aconteceu no governo Wilson Martins.
GOVERNO CRIA GRUPO TÉCNICO PARA CUIDAR DA OBRA
Na semana passada foi publicada no Diário Oficial do Estado a portaria de nomeação de três servidores da secretaria estadual de Turismo, órgão responsável pelo Centro de Convenções, para compor um grupo de apoio técnico para a execução da obra.  De acordo com o secretário da pasta, Flávio Nogueira, o imbróglio burocrático do contrato já foi analisado junto à Procuradoria Geral do Estado e as pendências quanto à licitação estão sendo resolvidas.
“A parte jurídica já foi finalizada. Agora vamos analisar as questões técnicas e no segundo semestre vamos reiniciar a construção, pois essa é uma determinação do governador Wellington Dias. Vamos garantir os recursos para a continuidade da obra e acompanhar a execução para que ela possa ser concluída no intervalo de tempo mais breve possível”, disse Nogueira. A obra está orçada em R$ 21 milhões.(Izabella Pimentel)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *