Desova de tartaruga-cabeçuda é registrada no litoral piauiense

Nesta temporada de 2015 a equipe do projeto Biomade patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental registrou a desova de uma tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), na praia do Coqueiro, próximo ao Hotel Aimberê, Luís Correia (PI).
As tartarugas marinhas normalmente não se reproduzem em anos consecutivos. A duração entre duas temporadas reprodutivas de uma mesma fêmea é denominada “intervalo de reemigração”. Este período varia entre espécies e entre populações da mesma espécie, podendo aumentar ou diminuir ao longo do tempo devido à disponibilidade de alimento, condições ambientais e distância entre áreas de alimentação.
“A APA delta do Parnaíba é uma área regular de desova de três espécies, ou seja, anualmente a equipe registra ocorrências de tartarugas-oliva, tartarugas-de-pente e tartarugas-de-couro. O que torna a região importante para os trabalhos de conservação e garantir a manutenção destas espécies” falou a coordenadora técnica do projeto, Werlanne Magalhães.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *