Piauí sem projetos na SUDENE, CODEVASF e esquecem INDUSTRIALIZAÇÃO e EMPREGO

Estamos acompanhando com tristeza, especialmente pela imprensa televisiva, a despreocupação com a falta de projetos e de aproveitamento de nosso potencial hídrico e de terras férteis.
http://www.amarantenet.com.br/thumbs.php?w=400&imagem=images/noticias/629/1cp3f1-odia1388838254.jpgNo Piauí só se fala em eleições, diariamente jornalistas e canais de televisão só discutem a nomeação do novo conselheiro do TCE e a sucessão de Teresina, mal começou o governo recentemente eleito para a Chefia Estadual do Piauí, na figura do governador Wellington Dias.
Ora, se os políticos em sua maioria são neófitos e se a imprensa não ajuda, claro que o nosso estado está entregue ao domínio da incompetência política e administrativa, onde, somente a politicalha é o que interessa, ficando de fora os temas mais importantes e inerentes ao desenvolvimento do Piauí.
Não temos porto, ferrovia e uma agricultura forte, aproveitando o potencial de nossos rios perenes puxados pelo Parnaíba e seus afluentes onde a irrigação deveria ser o forte de nossa economia.
http://img.terra.com.br/i/2011/05/06/1873251-5040-atm14.jpgO Piauí se fosse bem governado seria o maior produtor e exportador de Etanol e açúcar, do nordeste, aproveitando a extensão do Rio Parnaíba e de seus afluentes; seria maior exportador de frutos do que Bahia e Pernambuco, que dispõem apenas do Rio São Francisco, enquanto o Piauí tem 3 rios perenes e terras abandonadas sem nada produzir.
Vergonhosamente, na CODEVASF, não existem projetos de aproveitamento dos bilhões disponíveis para as margens do Parnaíba e de seus afluentes, recursos esses a fundo perdido, dinheiro fácil do OGU.
Na capital, Teresina, nada acontece. Só Vila Bairro, calçamento, asfalto, posto de saúde e outros triviais imbecis.(Comentário de Tomaz Teixeira)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *