DA UNIÃO CAIXEIRAL AO CENTRO CULTURAL JOÃO PAULO DOS REIS VELLOSO

Na segunda década do século XX
Parnaíba foi marcada por um comércio efervescente que atraía rapazes de todo o
Estado do Maranhão e do Ceará. Os comerciários, chamados caixeiros, sentiram a
necessidade de uma entidade que os protegesse e permitisse formação específica
sobre os diversos setores de emprego no comércio. Em 28 de abril de 1918, um
grupo desses rapazes, a maioria ainda solteiros, reuniu-se em sociedade de
ajuda aos seus interesses, nascendo então a sociedade civil União Caixeiral,
composta de 122 sócios.
O nome já traduzia a base dos
seus objetivos: caixeiros unidos em busca de um futuro melhor. Com a
mensalidade de cada sócio, alugaram uma casa e logo iniciaram os cursos
noturnos, com aulas de português, aritmética, geografia, inglês para o comércio,
noções de compatibilidade marcantil e datilografia. Em 1919, compraram o
terreno em que pretendiam construir a sede, na conhecida rua Grande, hoje
Presidente Vargas. Em 1922, começaram a construção. Faziam festas e rifas para
conseguir dinheiro. Algumas empresas acreditaram no sonho e colaboraram com
verba e material de construção.

                                          Reis Velloso

Em 1933, embora o prédio não
estivesse concluído, instalaram a escola. Em 1938 com o Curso Propedêutico
Comercial  devidamente legalizado,
começou a primeira turma, com aulas noturnas, que se formou em 1942. O
presidente da União Caixeiral era Godofredo Correia Lima, que concluiu o prédio
nos anos quarenta já devidamente ampliado. O diretor da Escola era Clodoveu
Cavalcante, professor registrado na Diretoria Nacional de Educação, com vasta
experiência no magistério secundário na capital cearense e em Parnaíba,
destacando-se em prol do ensino comercial e do movimento cultural da União
Caixeiral.

                   Valdeci Cavalcante:Presidente FECOMÉRCIO

A escola passou a ter Curso
Técnico em Contabilidade, Ginasial, Primário e Jardim da Infância, prosseguiu
pela segunda metade do século e, por dificuldades financeiras, fechou em 2005.
Deixou a sua historia e a sua contribuição formativa em nomes que se destacaram
no cenário nacional ocupando cargos como Ministro de Estado, Procurador da
Justiça Federal, Deputado Federal, Escritores, dentre outras.

O Serviço Social do Comércio –
Sesc, reconhecido o inestimável significado histórico da União Caixeiral para a
cidade de Parnaíba, para o Piauí e Brasil pela representação da força
comerciária fundadora desta instituição adquiriu o prédio no dia 23 de
fevereiro de 2011 e transformou-o no Centro Cultural João Paulo dos Reis
Velloso. São 1.841,28m² de área reformada que registra a memória dos seus
fundadores e pioneiros – professores, ex-alunos, personalidades e artistas da
cidade, dando nome aos espaços culturais que compõem este complexo.

EDIÇÃO:BERNARDO SILVA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *