DILMA SANCIONA SEM VETOS ASSALTO DOS PARTIDOS AO CONTRIBUINTE

Em meio aos desdobramentos da Operação Lava Jato e apesar das restrições impostas pelo ajuste fiscal em curso, a presidente Dilma Rousseff manteve o aumento da verba orçamentária destinada aos partidos políticos. Os recursos destinados ao fundo partidário foram triplicados para R$ 867,5 milhões por meio de emenda ao Orçamento da União. O PT, partido de Dilma, será o que receberá o maior volume de recursos públicos: R$ 116 milhões.

A proposta original do Orçamento da União já previa absurdos R$ 289,5 milhões ao fundo, mas, em março, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), o relator, elevou a dotação do fundo a R$ 867,5 milhões com uma emenda de plenário.Representantes de partidos, como o ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD), e o presidente do PT, Rui Falcão, pediram à presidente a manutenção da emenda ao Orçamento que multiplicou por três os recursos destinados ao fundo, principal forma de financiamento das legendas. Em março, o Estado antecipou o movimento das siglas pela elevação dos recursos.

A sanção deve-se à fragilidade política de Dilma, evitando novos atritos com o Congresso, em um momento crucial para a aprovação das Medidas Provisórias do ajuste fiscal, ainda que o aumento do valor do fundo revela a falta de comprometimento dos próprios partidos com o corte de despesas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *