Escritório da FUNDAC em Parnaíba é um depósito de “tralhas” e “cacarecos”

                           Complexo Cultural Porto das Barcas
A Fundação Cultural do Piauí, que existe em Parnaíba desde os tempos em que Raimundo Bona Medeiros era o Governador, tem servido ao longo do tempo muito mais como cabide de empregos.Agora o governador Wellington Dias anuncia que vai transformá-la em Secretaria de Cultura e já nomeou uma sobrinha do vereador Ronaldo Prado, Ianza Prado,  para ser a coordenadora local do órgão. Só que o local que seria o escritório, onde também estaria instalado um tal Museu Náutico, mais parece cenário para filmes do  Steve Spieberg.
Fundac possui atualmente em Parnaíba 6 funcionários e tem jurisdição sobre mais de 10 municípios circunvizinhos. Seria o órgão responsável pela administração do Museu Náutico e de todo o Complexo Cultural Porto das Barcas, hoje cedido em comodato pelo Estado à Associação Comercial de Parnaíba, “que tem atrapalhado a execução de projetos de restauração do local”, informa Cosme Sousa, um dos mais antigos servidores locais da FUNDAC. Segundo ele, o local não tem nenhuma estrutura para funcionar como um escritório de representação de um órgão cultura. Não há mesas adequadas, faltam banheiros, enfim, não temo necessário para funcionar adequadamente. “Há muito material velho, restos do que sobrou do Salão de Humor que houve em Parnaíba”, comenta Cosme, concordando com o vereador Ronaldo Prado quando afirma que o local é um depósito de material velho, está cheio de tralhas e cacarecos, além de “muita visagem”.
Quanto ao que chama Museu Náutico, este não existe, de fato. É uma farsa. ”O que existia de fotografia de época, documentos em papel, material de madeira, tudo foi comido pelo cupim. Quando é inverno ninguém fica lá porque o local está cheio de goteiras, porque a madeira do teto também está danificada. O que restou é o ferro velho de antigas embarcações” informa Cosme Sousa. Segundo ele, existem no Ministério da Cultura e no Governo do Estado pelo menos 5 projetos de restauração do espaço em Parnaíba, mas as obras não são feitas porque a Associação Comercial atrapalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *