O CONTRAPONTO DAS OBRAS ANUNCIADAS PARA PARNAÍBA (OU NADA ALÉM DE MUITA CONVERSA)

            Prefeito Florentino ouve as “promessas”do Governador
O prefeito Florentino Neto (PT) e uma comitiva de
parnaibanos estiveram segunda feira (01) no Palácio do Karnak, com o governador
Wellington Dias e o secretário de turismo Flávio Nogueira. Trataram da reforma da orla da praia da Pedra do Sal, a retomada
das obras da Vila Olímpica e também a questão do escoamento das águas pluviais
no bairro Piauí, na região conhecida como piscinão. Também discutiram a
construção de um Centro de Convenções para Parnaíba e a revitalização da Beira
Rio de Parnaíba. Ficou definido que esta obra, tão aguardada pela população do
segundo maior município do Piauí, deve ser tratada como prioridade.
Em
tempo:
Queremos que sejam executadas pelo menos as obras
que já estão com recurso assegurado, tipo Matadouro Municipal e Drenagem do bairro
Piauí. O resto é conversa fiada!
O CONTRAPONTO: SOBRE
A VILA OLÍMPICA…
                              Vila Olímpica: condenada e abandonada
O TCU apontou graves irregularidades na execução da
obra da Vila Olímpica de Parnaíba. Quando o governador era Wilson Martins, o
prefeito não estava nem aí para a obra. Aliados seus reproduziam que ela não ia
sair do papel.
Entre as falhas detectadas pelo TCU foram
encontrados indícios de irregularidade grave com recomendação de paralisação
(IG-P) ; indícios de irregularidade grave com retenção parcial de valores
(IG-R). No caso do IG-P, significa que o Congresso Nacional pode decidir pela
suspensão da execução física, financeira e orçamentária de contratos, convênios
ou editais de licitação em que se tenha identificado o problema. Com a “moral”
que o prefeito Florentino tem junto aos companheiros Wellington Dias (Governador)
e Dilma Rousseff (Presidente) ele deve ressuscitar a obra. Quem viver verá!
A
ORLA DA PEDRA DO SAL…
Mais uma jogada de marketing do governo municipal. Lembremos
aqui das fantasiosas obras do Secretário de Turismo do governo anterior de Wellington
Dias, Sílvio Leite, que naquele tempo chegou a prometer um Centro de Convenções
para o município. Muita pirotecnia para nada.
Parece que o superintendente de turismo do município
de Parnaíba está picado pela mesma mosca azul. Vive anunciando obras e projetos
e até agora nada de concreto. Tememos que acabe o mandato e nenhum desses
projetos seja realizado.
O prefeito agora anuncia também a requalificação da
orla da Pedra do Sal. Será?
A
DRENAGEM DO BAIRRO PIAUÍ (PISCINÃO)…
              Anúncio dos “milhões” para a drenagem do Bairro Piauí
Quem mora no entroncamento das ruas Itaúna, Oeste e
Anhanguera, no bairro Piauí, nas proximidades do Piscinão, vive o drama de
conviver com alagamentos sempre que chove.
Em julho de 2011, o então prefeito Zé Hamilton
reuniu imprensa, vereadores, convidados e representantes dos moradores do
Bairro Piauí, para anunciar a licitação da obra de drenagem, na área do Piscinão,
estimada em R$ 9.203.216,30.
Prometeu uma obra de milhões que nunca saiu do
papel. A Empresa que ganhou a licitação é a mesma que faria o Matadouro
Municipal (Marca Engenharia). Ninguém da prefeitura explica as razões das
paralizações, mesmo tendo o dinheiro em conta (?). Para sorte dos moradores do
bairro Piauí não termos inverno bom há 6 anos.
Em audiência com o governador o prefeito Florentino
anuncia que está buscando solução para que a obra seja executada. Mas o que
está faltando mesmo? Afinal cadê o dinheiro?
A
REVITALIZAÇÃO DA BEIRA RIO
          Maquete da obra da orla da beira rio: Florentino refugou
Peraí!
essa
não é aquela obra que ele (Florentino) botou toda a dificuldade para que o
ex-governador Zé Filho executasse?
Sim, a obra de requalificação da Avenida Nações
Unidas, a Beira Rio, estava licitada e licenciada, mas não tinha alvará do
município, uma exigência legal. Até aí tudo bem.
O então governador Zé Filho, em junho, deu a ordem
de serviço para a empresa iniciar a obra tão logo tivesse a licença municipal.
Aí veio o problema. A Prefeitura de Parnaíba exigiu uma manifestação de todos
os órgãos federais sobre a obra. Era uma estratégia para o tempo passar e a
obra não ser executada antes das eleições de 2014.
Na frente da televisão o prefeito Florentino
discursava dizendo que “vamos fazer uma parceira com o governador Zé Filho,
nossas diferenças ideológicas são uma coisa, neste momento tempos que pensar é
em Parnaíba”, dizia frente às câmeras.
Tomava café com o governador, viajou de avião,
enfim, encenou que era um estadista. Mas, por trás do pano fez tudo para que a
obra não saísse.

Cremos que agora é uma obrigação moral ele e o
governador dele fazerem a obra! Ou não?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *