Túmulo de Chico Xavier é alvo de vandalismo em Minas Gerais

O túmulo do médium Chico Xavier, morto em 2002 aos 92 anos, teria sido alvo de vandalismo na madrugada de quarta para quinta-feira. O vidro blindado que protege o túmulo, de acordo com denúncia do filho do religioso, Eurípedes Humberto Higino dos Reis, exibe um trincado e algumas marcas de pancadaria.
A sepultura fica no cemitério São João Batista, em Uberaba, no Triângulo Mineiro, onde o médium morou nas últimas décadas de vida.
De acordo com Mônica Madalena dos Santos, secretária da livraria e casa de memórias e lembranças que funciona na residência onde Chico Xavier morava, os upostos vândalos teriam atacado o túmulo com pedaços de pedras retiradas de uma sepultura vizinha: “O vidro que protege a sepultura trincou e ficou com marcas,” explicou.
O filho de Chico Xavier, Eurípedes Humberto Higino dos Reis, lamentou o ocorrido e disse que vai reforçar a segurança do local instalando grades.
O túmulo e o museu de Chico Xavier recebem em média 2500 visitas por semana segundo o Ministério do Turismo.(yahoo.com)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *