Fim do Prazo: Polo Tecnológico da Prefeitura funciona em local irregular

                                         “Espaço Serviços”
Funcionando há pelo menos 3 meses, desde a pré- inauguração em abril último do “Espaço Serviços” do Dunnas Shopping, o Polo de Desenvolvimento Tecnológico DELTA TIC´s, da Prefeitura de Parnaíba, estaria ocupando espaços em um local que ainda não recebeu o “Habite-se” do Corpo de Bombeiros, cujo prazo final para que todos os ajustes fossem feitos terminou semana passada.
De acordo com o Major Rivelino, Comandante do Corpo de Bombeiros em Parnaíba, várias exigências já foram cumpridas, porém, faltam ainda alguns ajustes para que a liberação seja feita como um todo, após serem  atestadas todas as condições de segurança contra incêndios prevista pela legislação.
O fato causa surpresa em função da Prefeitura alugar várias salas do “Espaço Serviços”, fazendo funcionar um organismo do município em local ainda não liberado em definitivo pelos Bombeiros. Isto contrasta com o rigor do Prefeito Florentino Neto ao exigir várias certidões e declarações de órgãos de fiscalização nacionais, para poder conceder o alvará para iniciar as obras de requalificação da Orla da Beira Rio, o que terminou não acontecendo porque a prefeitura não aceitou que todas as exigências não tivessem sido cumpridas, embora faltassem apenas detalhes mínimos.
                                  Autoridades na “inauguração”
Parece que o prefeito de Parnaíba adotou aquela frase atribuída a Getúlio Vargas: “Aos amigos, tudo; aos inimigos, os rigores da Lei”. Sim, porque, ao que parece, o Dunnas Shopping, empreendimento do empresário Paulo Guimarães, necessitava ser inaugurado de qualquer jeito e a Prefeitura de Parnaíba resolveu colaborar, alugando algumas salas cujo aluguel está sendo pago com o dinheiro da população. Ao que parece, Prefeitura e Governo do Estado serão os principais locatários de espaços naquele local, isto porque contam com o dinheiro do povo para pagar aluguéis a qualquer preço.
Não se questiona a importância do Polo de Desenvolvimento Tecnológico para o que poderá representar para as empresas que desenvolvem softwares e programações na área da tecnologia da informação. Mas há de se perguntar o porquê da pressa em ocupar um espaço que ainda passa por ajustes a fim de que o Corpo de Bombeiros o libere. Para o prefeito Florentino Neto as coisas funcionam à base de dois pesos e duas medidas? Parece que sim.
Fonte: Jornal “Tribuna do Litoral”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *