No leilão de cargos a desavença PT-PMDB

A distribuição dos cargos de confiança em diferentes escalões do governo federal, país afora, continua sendo o centro das desavenças entre PT e PMDB,avalia Lauro Jardim, na sua coluna da Veja Online.

A coordenação política – diz o colunista –, estima que existam 25 000 cargos federais de confiança em todo o país. Desses, a maioria está com o PT. Há doze anos e meio é assim. Agora, raciocina um peemedebista, a tentativa do PMDB é transformar um governo de coalizão num governo de cargos de coalização.

Ou seja: o bolo tem que ser realmente repartido.
A resistência não é só do PT, mas de todos os partidos que já tinham encrustados seus domínios. A redistribuição mantém feudos, mas viola outros. Daí a instabilidade.
Do outro lado da história, o governo e especialmente o PT cobram resultados de Michel Temer, lembrando que o governo continua sendo derrotado, a exemplo do reajuste do Judiciário – apesar de os cargos estarem sendo entregues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *