Projeto “Prefeitura nos bairros” poderá ser mais um engôdo da administração Florentino

O gabinete do Prefeito Florentino Neto será transferido para o bairro Pedra do Sal, a partir desta segunda feira, iniciando o projeto denominado “Prefeitura nos Bairros” que objetiva “aproximar a administração municipal das demandas da comunidade, visando atender melhor aqueles moradores e assegurar intervenções em favor da comunidade”,  justificam assessores do prefeito.
Este projeto, que será executado em outros bairros do município, é vista por opositores como mais uma ação politiqueira, com vistas às eleições do ano que vem, considerando que o prefeito Florentino é candidato à reeleição. Esta ação vem se somar a outras que vem sendo executada nos últimos 3 meses pelo prefeito, após passar mais de 2 anos com sua administração imobilizada, sem nenhuma ação de grande porte ou inauguração de uma obra de grande vulto, que justificassem os recursos que recebe do governo federal, através de vários convênios.
A Pedra do Sal, que é um bairro de Parnaíba, assim como o Portinho, têm sido exemplos do quanto os dois últimos gestores da cidade pouco olharam para a periferia, que vive sem a assistência adequada em termos de ações sociais. Há um tratamento diferenciado das áreas mais distantes com relação ao que ocorreu em pontos mais centrais da cidade, onde o fluxo de pessoas é maior por conta do movimento comercial. Por conta de tudo isso, setores da população avaliam como sendo este “Projeto” apenas mais um “teatro” da gestão municipal, que será iniciado pela Pedra do Sal.
De acordo com o Portal da Prefeitura, o projeto “Prefeitura nos Bairros”, que será iniciado nesta segunda feira(6) que como objetivo aproximar a gestão municipal das comunidades. Durante uma semana diversos serviços serão oferecidos nas áreas da saúde, serviço social, esporte, defensoria pública, alistamento militar, PROCON e regularização fundiária. Os atendimentos começam na segunda-feira, dia 6, e vão até a sexta-feira, 10 de julho, na creche João Severo. (Fonte: Jornal “Tribuna do Litoral”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *