ATENTAI BEM:Agosto é um mês “reimoso” para a política

Conselho
Do jornalista Elio Gaspari, ontem, em sua coluna na Folha de S. Paulo e O Globo: “Não há agenda positiva possível enquanto o governo estiver sitiado pelas roubalheiras que hospedou, tolerou e finge desconhecer”.
Crise
Otimismo não muda as coisas ruins, apenas ajuda as pessoas a suportá-las. O que faz uma situação ruim melhor são atitudes corretas diante dos problemas. E isso, aparentemente, não é algo que esteja sendo feito pelo governo da doutora Dilma Roussef.
Aliás
Uma das especialidades de quem está no governo é negar a existência de uma crise econômica no país. É mais ou menos como negar a existência do calor em Teresina porque uma parte da população tem ar-condicionado.
Desgosto
No comentário de ontem da coluna, mencionou-se o suicídio de Vargas e a renúncia de Jânio como sinais de que agosto é mês “reimoso” para a política. O site da revista Exame enumerou mais alguns fotos: morte de JK (22.8.1976), início da rebelião dos cara-pintadas contra Collor (16.8.1992), morte de Eduardo Campos (13.8.2014).(Portalaz)

Deixe uma resposta