CONGRESSO CRIA 37 LEIS DE COMPLETA IRRELEVÂNCIA

2015 TEVE 37 LEIS PARA DAR NOME A ESTRADAS E DATAS COMEMORATIVAS
A reclamação sobre o excesso de burocracia no Brasil se explica pelo tempo perdido pelos governantes com leis sem qualquer relevância ou aplicação prática para a população. Das 163 leis criadas em 2015, 37 se resumem a dar nomes a estradas e pontes ou instituem datas comemorativas como o Dia Nacional da Poesia e o Dia Nacional do Milho. Antes de entrarem em vigor, todas foram analisadas e votadas na Câmara e no Senado, além de sanção da presidente da República.
Datada de 29 de dezembro, a Lei 13.232 confere ao município de Nova Iguaçu (RJ) o título de Capital Nacional dos Cosméticos.
Do total de leis irrelevantes criadas no ano passado, cinco concedem nomes pomposos a rodovias, pontes, hospitais e aeroportos.
Três leis criadas inscrevem políticos no “Livro dos Heróis da Pátria” e uma declara o Patrono do Material Bélico da Aeronáutica.(Cláudio Humberto)

Deixe uma resposta