O Governo quer entregar a Colônia de Férias do Iapep a iniciativa prividada

Depois das rodoviárias, do sistema de abastecimento de água e esgotos, o Governo do Estado decidiu entregar para iniciativa privada várias estruturas e serviços que não consegue manter com qualidade. E o ano 2016 é momento de realização desta politica que foi defendida pelo governador Wellington Dias, ainda na campanha de 2014. Agora é a vez do turismo, dentro a ideia de estimular e profissionalizar a atividade no litoral piauiense. 
O Governo quer entregar para a inciativa privada a Colônia de Férias do Iapep. E nesta quinta-feira, 28, a partir das 18h30, ele apresenta para empresários e investidores, juntamente com a superintendente de Parcerias e Concessões, Viviane Moura, o projeto de Parceria Público-Privada (PPP) para a  Colônia de Férias do Iapep, em Luís Correia. O projeto exige investimento da ordem de R$ 9.068.199,70 por parte da concessionária, em contrato de vigência de 30 anos.
Com certeza o governo está pensando com olho nas contas públicas, não querendo mais investir na estrutura, por não ter como manter e muito menos investir na Colônia de Férias do Iapep existente em Luís Correia.  A Colônia de Férias do Iapep é um hotel para o servidor público do Estado, com preço subsidiado da estadia. Se a PPP der certo e acontecer o interesse do empresáaiado, resta saber como vai ficar o acesso do servidor ao local, já que a finalidade do local é para o lazer do servidor.  
A finalidade da iniciativa privada é o lucro, será que vai dar para atender o servidor público estadual com uma hospedagem, por que para a grande maioria dos servidores que recebem em média um pouco mais de um salario mínino é praticamente inviavel que ele consiga pagar uma diária em um local que cobre os valores da rede hoteleira privada em Luis Correia.
Por outro lado mostra que, finalmente, o Governo pensa de uma forma racional nas contas públicas e sabendo que precisa saber onde deve investir.(Ubiraci Sabóya)

Deixe uma resposta