UMA ALMA VIVA

Por:Zózimo Tavares
“Não tem nesse país uma viva alma mais honesta do que eu”. A frase do ex-presidente Lula, pronunciada em tom veemente, na quarta-feira, durante uma entrevista de 3 horas que ele deu a 11 blogueiros que beijam suas mãos, pode ter deixado o petista de alma lavada, mas deixou também muitos brasileiros com as almas insultadas. 
Lula radicalizou. Segundo ele, não se encontrará outra alma mais honesta que a dele “nem dentro da Polícia Federal, nem dentro do Ministério Público, nem dentro da Igreja Católica, nem dentro do sindicato nem no meio de vocês (no caso, dos blogueiros, que se entreolharam com ar de concordância).
O ex-presidente reuniu os blogueiros alinhados com o PT e o governo, a pretexto de dar uma entrevista coletiva, para mandar recados. Como se sabe, ele está na mira das investigações da Operação Lava-Jato, que apura desvios bilionários de recursos da Petrobras. No encontro com os blogueiros, desandou a soltar arroubos e bravatas.
Ameaçou processar, daqui para frente, quem tocar em seu nome como envolvido em algum malfeito. É natural que o ex-presidente esteja com os nervos à flor da pele diante dos últimos acontecimentos. Não faz muito, ele era quase uma unanimidade nacional, com prestígio pessoal para sair elegendo “postes” em todo lugar, inclusive para o Palácio do Planalto.
O castelo de sonhos do ex-presidente começou a desmoronar com a Lava-Jato, que já levou para a cadeia megaempresários e até o ex-líder do governo no Senado, sob a acusação de corrupção. E esse desgaste aumenta a cada dia, com o avanço da Lava-Jato, o prolongamento da crise política, o aprofundamento da crise econômica e a paralisia do governo e eleito e reeleito com o seu aval.

Então, no centro desse vendaval, o ex-presidente tomou de empréstimo um discurso que já foi do deputado federal Paulo Maluf, por muito tempo apresentado como o corrupto número 1 do Brasil. Quando acusado de corrupção pelos adversários, Maluf, hoje aliado do PT, batia no peito e dizia que não existia ninguém mais honesto do que ele. Lula apenas acrescentou à frase de Maluf a “viva alma”, talvez para deixar claro que não é uma alma penada, mas uma alma muito viva.

Deixe uma resposta