Neyara Pinheiro quase desapareceu em buraco da Transcerrados, no JN

O drama dos produtores que precisam darodovia Transcerrados para escoar a produção, foi contado em reportagem exibida no Jornal Nacional desta quinta-feira (04/01). Sem asfalto em grande parte dos 340 quilômetros de rodovia, os motoristas enfrentam o perigo de uma estrada que esconde buracos de quase 1,70 de profundidade, onde a repórter Neyara Pinheiro, da Rede Clube, praticamente desapareceu.
Confira a reportagem na íntegra.
No Piauí, uma rodovia prometida há vinte anos ficou nisso: na promessa. E o aumento na produção de grãos acabou virando um problema para os produtores.
Quem pega a Transcerrado bem no comecinho imagina que vai fazer umaviagem tranquila, rápida e segura. Mas não é bem assim, 50 quilômetros depois, o asfalto acaba e começam os problemas.
O Jornal Nacional decidiu enfrentar os 340 quilômetros da rodovia que cruza o extremo sul do estado, saindo de Sebastião Leal e chegando em Gilbués. A chuva deixou tudo pior por lá.
trans5.png

“A gente vai tentar sair se parar de chover, se não é sem chance. É mais dois, três dias ainda”, diz um caminhoneiro.
Outros ficam atolados. As poças d’água escondem armadilhas para os veículos.
Quando a chuva dá uma trégua e a água desaparece, a gente tem uma noção melhor do tamanho dos buracos. A repórter de 1,70 m de altura praticamente desaparece dentro de um.
LEIA A MATÉRIA COMPLETA NO LINK ABAIXO:
https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=7210280057866357499#editor/target=post;postID=2782886947677185429

Deixe uma resposta