De surpresa, servidores do Hospital Dirceu tem benefícios cortados

Os funcionários do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA) em Parnaíba que exercem cargos comissionados de apoio foram pegos de surpresa nesta quarta-feira(09) quando tomaram conhecimentos que os adicionais não serão mais pagos, e pior, a decisão é retroativa ao mês de fevereiro.
Tem servidor que recebia uma ajuda pra fazer serviços extras como estar disponível a qualquer hora para fazer manutenção fora do horário de expediente quando algum equipamento quebra na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), por exemplo. Um cano que quebra, uma lâmpada que que queima, uma cama que quebra, dentre outros serviços. São estas comissões que foram cortadas. “Eles querem que trabalhemos de graças pra eles”, disse um servidor indignado. “Cortar dinheiro de gente que trabalho, não dá”, finalizou o servidor.
Para completar a situação de caos no HEDA, contratados estão com os salários atrasados, embora tenha sido pago alguns meses hoje(09) depois de várias denúncias, mas ainda tem o mês de fevereiro que não foi pago. O atraso afeta os profissionais contratados de todos os setores, sendo que muitos chegam a passar necessidade porque falta dinheiro até para fazer as compras do supermercado. As contas pagas com atraso tem juros que reduz ainda mais o poder de compra do servidor. Triste realidade e humilhação a que os profissionais são submetidos. (Por José Wilson | Jornal da Parnaíba)

Deixe uma resposta