Do “time” da Presidenta Wilson Martins diz que PT quer se perpetuar no poder e critica Dilma: “erro atrás de erro”

O ex-governador Wilson Martins (PSB) não se intimidou nesta Sexta-Feira da Paixão e teceu duras críticas ao governo federal e ao PT durante análise da atual conjuntura política do país. Ele participou da celebração pela paixão e morte de Jesus Cristo no Centro de Teresina. Ao falar da Operação Lava Jato, Wilson Martins disse que surgem fatos novos diariamente que mostram como o Partido dos Trabalhadores e a presidente Dilma Rousseff erraram.
“Nós já esperávamos por isso (crise política). A cada dia é um fato novo. A cada dia é um registro de um equivoco por parte do Partido dos Trabalhadores. É um erro atrás de outro. Uma delação atrás de outra e surgindo novos fatos. Isso tem levado nosso país a uma derrocada sem limite”, avaliou.
Segundo Wilson Martins, o resultado da crise política é o agravamento da crise econômica, onde a inflação cresce e traz com esse aumento o desemprego.
“O país está perdendo todas as avaliações internacionais de credibilidade, de país ideal para se investir. Isso no contexto da política externa tem prejudicado muito. Uma repercussão negativa. De fato você diminuiu o crédito. O país hoje enfrenta uma inflação galopante, uma desvalorização da moeda, que termina por repercutir na economia como um todo. Há uma diminuição do poder de consumo das famílias, isso leva aquilo que é o mais temido em uma república: desemprego. Nunca esteve tão grande, não só internamente, mas numa comparação com o mundo inteiro”, desabafou o ex-governador.
De acordo com Wilson Martins, a situação atual do país é o resultado do desejo do PT de se perpetuar no poder. “Lamento profundamente que isso tenha chegado como resultado de um desejo de perpetuação no poder do Partido dos Trabalhadores. Nós acompanhamos as eleições de 2014, participamos dela e registramos o maior estelionato da república brasileira. Nunca uma presidente da República mentiu tanto. Nunca um partido mentiu tanto. Nunca uma presidente escondeu tantos números, sobretudo os da economia com intuito apenas de burlar a opinião pública e se perpetuar no poder”, declarou.
Para o ex-governador, a presidente está reprovada pela população há quase um ano e o momento agora é de buscar uma solução para o país. “Nós estamos pagando um preço muito caro por isso tudo e eu não tenho dúvida que chegou no limite. O povo saiu às ruas, a sociedade se conscientizou. A presidente está reprovada há quase um ano. Não chega aos dois dígitos de aprovação. Isso não se sustenta em lugar nenhum do mundo. É chegado o momento de o povo reagir e a gente encontrar um caminho que seja melhor para o país”, finalizou. (Flash de Lucas Marreiros)

Deixe uma resposta