Zé Filho diz estar preocupado com crescimento da violência e critica omissão do Governo W. Dias

Em entrevista a ser publicada sábado, no jornal “Tribuna do Litoral”, o ex- governador Zé Filho disse estar preocupado com o setor de segurança na cidade de Parnaíba. 
“Quando governamos o Piauí, aumentamos o repasse do “Batalhão Major Osmar”(2º BPM), que era de 5 mil e pouco, para mais de 20 mil. O atual governo reduziu outra vez este repasse; tiraram as viaturas que mandamos, as motos novas, devolveram tudo para Teresina. Será que o Policial Militar é culpado pela falta de segurança? Não. São uns heróis que fazem tudo para cumprir seu papel, mas o Estado não lhes dá valor. Tanto e que estão (a PM) ameaçando greve. Enquanto um coronel está recebendo quase 50 mil reais o soldado ganha pouco mais de 2 mil, que é quem arrisca a vida. E o governador diz que seu governo é dos trabalhadores, que ele foi líder sindical, parece que esqueceu suas origens”, comentou Zé Filho.
Verdades
A imprensa de Teresina está devendo muito ao povo piauiense. Ao invés de ocuparem espaços com falatórios intermináveis sobre quem é que vai ser o candidato a prefeito da capital, por que não questionam o desastre que é este governo de Wellington Dias? Com a educação esfacelada, a segurança e a saúde idem, por que não põe o povo pra falar? Isso é vergonhoso para nossos jovens repórteres e jornalistas, neste momento em que o restante do país almeja que este país seja passado a limpo. E este governo tem, sim, o rabo sujo.
Gestão
Aliás, tão logo venceu as eleições, ainda no final de 2014, Wellington Dias fazia críticas ao então governador Zé Filho dizendo que o Piauí tinha dinheiro, faltava gestão. “E agora, um ano e três meses depois, cadê a gestão? E cadê o dinheiro, as obras deste governo que só inaugurou até aqui aquilo que deixamos em andamento?” – pergunta o ex-governador, lamentando a falta de compromisso de Wellington Dias com a verdade. (Bernardo Silva)

Deixe uma resposta