2º plano: “WELLINGTON LIGA PARA ELMANO E PEDE APOIO CONTRA IMPEACHMENT”

GOVERNADOR AFIRMA QUE VAI DEIXAR GOVERNO EM SEGUNDO PLANO PARA TENTAR AJUDAR DILMA
Por:Lídia Brito
O governador Wellington Dias (PT) participou na manhã desta quinta-feira (21) da solenidade de promoção de 200 policiais militares do Piauí. Durante o evento, ele voltou a falar sobre o cenário político nacional e a possibilidade do Senado Federal aprovar o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).
Em entrevista, ele revelou que telefonou na quarta-feira (20) ao senador Elmano Ferrer (PTB) e pediu que ele vote contra o impeachment. O PTB, partido de Elmano, é oposição a Dilma e pressiona para que o piauiense vote a favor do processo. Wellington afirma que focará todos os esforços para consegui votos favoráveis ao governo no Senado.
NOVAS ELEIÇÕES
Wellington afirma que pediu o apoio de Elmano para encontrar uma solução para a crise que o país vive. “O Elmano tem o mesmo pensamento que eu quando entende que mais do que ficar discutindo quem é favor ou contra o impeachment, é preciso encontrar uma saída para o Brasil. E depois o que se faz depois do impeachment? Ele está correto em trabalhar essa ideia de nova eleição. É um caminho e uma janela para o Brasil”, disse.
O governador revela que neste momento concentrará todas as forças para ajudar Dilma. Na segunda-feira (25), ele segue para Brasília onde deve passar a maior parte da semana.
Em Brasília, Wellington Dias deve buscar o diálogo com o presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira. 
EM TEMPO:Wellington desconhece a greve dos professores da UESPi e segue para Brasília puxar o saco de quem não quer saber dele e muito menos do Estado que ele governa.(B. Silva)

Deixe uma resposta