Em debate, Ciro xinga Temer de salafrário e filho-da-puta

Do Portal Acadêmico
Nesta quinta-feira, em debate realizado na PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) afirmou que o vice-presidente Michel Temer (PMDB) é um “salafrário dos grandes”, “conspirador” e “filho-da-puta”. O comentário foi feito no momento em que Ciro falava sobre as funções que serão exercidas pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), no caso de afastamento de Dilma Rousseff.
“Quem está preocupado com a decência no Brasil, durma com um barulho deste, porque o vice-presidente da República que assume em junho é o Eduardo Cunha. Assume a presidência da República, porque tem o compromisso de abertura da Nações Unidas e o Brasil, por tradição da Assembleia de 1948, é quem abre. Mas o Michel Temer, na sua vaidade, não vai deixar. Não devia rir não, esse é um salafrário dos grandes. Conspirador, filho da puta”, disse Ciro.
Pré-candidato à Presidência da República em 2018, Ciro disse que é orientado por sua equipe a não usar palavrões em seus discursos. Ele afirmou que, por conta disto, mesmo com vontade de repetir o comentário, retirava suas palavras. “Me desculpem. Meu pessoal me diz que eu tenho que ser ‘more presidencial’. E no Brasil o povo detesta que o seu presidente seja como seu povo é. Então o presidente não fala filho da puta. Então retiro essa parte, com muita vontade de repetir de novo”, disse.
As ofensas foram ditas em local simbólico. Considerado um dos maiores constitucionalistas do País, Temer tem forte identificação acadêmica com a PUC de São Paulo. Foi na Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade onde o vice-presidente conquistou o título de Doutorado, em 1974, e também atuou como professor na graduação e na pós.

Deixe uma resposta