Estado e município deverão prestar esclarecimentos sobre omissão quanto a Lagoa do Portinho

Na abertura dos trabalhos neste mês de abril da Câmara Municipal, o vereador Carlson Pessoa apresentou diversos requerimentos visando melhorias em segmentos variados da sociedade parnaibana. Por meio dos documentos 108/2016 e 109/2016, o líder da oposição em Parnaíba questionou ao prefeito Florentino Neto (PT) e ao governador Wellington Dias (PT), quais projetos foram elaborados para tentar salvar a Lagoa do Portinho, que há cinco anos agoniza, sem receber nenhuma intervenção do governo.
Carlson lembrou que há um ano provocou a primeira audiência pública do Estado para tratar da seca da lagoa, com a presença de autoridades públicas, especialistas no assunto e a população. Na época chegou até ser criada uma Comissão para tentar revitalizar o balneário, entretanto, o projeto foi negligenciado pelos governos municipal e estadual, deixando a Lagoa do Portinho completamente abandonada. Ele frisou ainda que o local somente começou a ser revitalizado no mês passado graças a uma ação da iniciativa privada, mas que inexplicavelmente a obra foi embargada pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Semar).
“Vou propor a medalha do Mérito Legislativo a esses cidadãos comprometidos com o meio ambiente porque enquanto o Estado se manteve de braços cruzados, eles por conta própria estão fazendo o possível e o impossível para salvar a Lagoa do Portinho. Esses empresários são dignos de aplausos”, elogiou. Carlson falou também da preocupação quanto ao prazo de conclusão dos trabalhos, uma vez que o gestor regional da Semar, Rarison Albuquerque, após pressão popular e na imprensa de todo o Estado, voltou atrás e liberou a obra, mas sem o uso das retroescavadeiras. “Esse gestor está fazendo uma verdadeira lambança à frente da Semar. Os trabalhadores estão fazendo o trabalho no braço, com enxadas, quando deveriam estar sendo usadas retroescavadeiras. Não dá pra aceitar esse descaso do governo com a Lagoa do Portinho”, ponderou. (Por:Luzia Paula)

Deixe uma resposta