JAIME LINS O COMUNICADOR DA SAUDADE

Memórias de um radialista…
É titulo do livro escrito por Tercio Solano Lopes para homenagear seu irmão, o radialista Jaime Lins, que faleceu em novembro do ano passado aos 68 anos de idade.
No livro o autor destaca o homenageado como um parnaibano que viveu a fase de ouro do rádio, narrando a infância, as origens e a paixão pelo saudosismo, a família, e como ele (Jaime Lins) conseguiu ser admirado e estimado por todos aqueles que o ouviram ou que privaram da sua amizade. Narra também episódios da década de 60, a trajetória a partir dos alto falantes de bairros até o ingresso nas rádios de difusão (broadcasting radios).   O livro terá aproximadamente 400 páginas e será lançado ainda este ano em Parnaíba.

SOBRE O AUTOR
Escritor Tércio Solano Lopes
João Tércio Solano Lopes é parnaibano e reside em Recife –PE. É jornalista por formação; aposentado pela Assessoria de Imprensa do Palácio do Governo de Pernambuco onde trabalhou por 35 anos; por 22 anos foi repórter do Jornal do Comércio em Recife, e por  13 anos no Diário da Noite, também em Recife – Pernambuco. Foi correspondente das seguintes  revistas de aviação:
Flap Internacional 20 anos, Aviação em Revista 24 anos, Revista Frequência Livre 10 anos, Aero Magazine 22 anos. Foi editor responsável pelo jornal informativo Aeronáutica de sua propriedade, informativo mensal AERONAUTICO. Todos esses veículos de comunicação, quase todos abraçava simultaneamente.
Além de escritor, repórter jornalístico é ainda piloto aviador, pelo extinto Aeroclube de PE. Escreveu alguns livros sobre aviação, dentre os quais, Parnaíba na História da Aviação e por último, Igreja Batista 60 Anos de História,-  este último em parceria com Jaime Lins e foi lançado em Parnaíba em novembro de 20015 há poucos  do seu falecimento.
O livro sobre o radialista Jaime Lins escrito pelo seu irmão Tércio  Solano, sem dúvida alguma será mais um a enriquecer o grande acervo da  literatura piauiense e por conseguinte da literatura parnaibana, terra de grandes poetas e escritores.

Deixe uma resposta