O PT DESTRUINDO AS FINANÇAS DOS ESTADOS E MUNICÍPIOS

Queda livre
Rafael Fonteles, secretário da Fazenda, tem dito que se 2015 foi ruim para as finanças estaduais, 2016 será pior. Ele tem razão. No ano passado, o Piauí deixou de receber R$ 262,4 milhões da União. Neste ano, a queda pode ser maior. Talvez dobre, superando meio bilhão de reais.
Furos
Tomem-se dois exemplos dessa debacle nas contas: saúde e educação. Na saúde, as transferências para o SUS foram R$ 12,3 milhões a menos que o previsto Na educação, os valores repassados a menor somaram R$ 50,7 milhões.
Conceito
Se existe uma coisa que não se acaba nem fica pouca essa coisa não é a fome de cearense, como jocosa e preconceituosamente se dizia em passado até recente.
O que nem se acaba nem fica pouca é dívida pública.
Explicação
Não basta ir muito longe para verificar como a dívida pública nunca se acaba. O balanço do governo do Piauí publicado na semana passada, mostra que em dezembro de 2014, a dívida de longo prazo do Estado era de R$ 4,364 bilhões. Em dezembro de 2016, somava R$ 4,488 bilhões. No espaço entre o primeiro e o segundo valor, foram pagos R$ 725,9 milhões em juros e amortizações.

Deixe uma resposta