Se não fosse embargo da Semar, Lagoa do Portinho começaria a ser abastecida hoje (07/04)

Hoje, 7 de abril de 2016, deveria ser uma data histórica e festiva para o turismo do Piauí e para o povo parnaibano. Deveria! No entanto, a água advinda do canal da obra de revitalização da Lagoa do Portinho, que deveria chegar hoje ao lago, encontra-se parada na altura do Povoado Portinho, distante a 1km da Lagoa. O projeto idealizado por um grupo de empresários do litoral, foi inesperadamente embargado no dia 21 de março pelo diretor regional da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí (Semar), Rarisson Albuquerque. Agora a iniciativa privada aguarda autorização do superintendente da Semar em Teresina, Moura Fé, para prosseguir com o trabalho.
Devido a essa intervenção e o embaralho burocrático que se formou em torno do assunto, o advogado do grupo responsável pela obra, Tibério Nunes, disse não ser mais possível prever nem o retorno, nem a conclusão do canal, uma vez que a Semar ainda não forneceu uma nova licença.
“Estamos aguardando autorização do superintendente da Semar. Somente após esse passo, poderemos continuar com a missão de salvar a Lagoa do Portinho, tendo em vista que em cinco o poder público nada fez nesse sentido”, ponderou. “Esperávamos mudar hoje a situação de abandono e descaso com o nosso maior patrimônio natural, mas ainda não está sendo possível”, desabafou Tibério.
               Professor Rarisson: autoridade que embagou a obra
 (Por Luzia Paula)

Deixe uma resposta