SKAF PÕE O PATO A POSTOS CONTRA AMEAÇA DE NOVOS TRIBUTOS NO PAÍS

PRESIDENTE DA FIESP DISCUTE CPMF COM MICHEL TEMER EM SÃO PAULO

Convidado a discutir com o presidente Michel Temer (PMDB), neste domingo em São Paulo, a proposta de recriação da CPMF ou de outro imposto transitório, o presidente da Federação das Indústrias (Fiesp), Paulo Skaf, avisou que não aceita isso.
“O pato está a postos e tem como prioridade dizer não ao aumento”, disse Skaf. a campanha “Não vou pagar o pato”, desenvolvida há meses pela Fiesp.
Durante coletiva na sexta-feira, 13, Meirelles disse que a prioridade do momento é o equilíbrio fiscal para estabilizar o crescimento da dívida pública. Ao ser questionado sobre a recriação da CPMF, o ministro ponderou que a carga tributária do Brasil já é elevada, mas não desconsidera um “tributo temporário”.
A possível recriação da CPMF já causa divergência no governo. “Eu sou pessoalmente contra a criação de novos tributos, entre eles a CPMF, mas vou adotar a postura do governo”, disse Geddel Vieira Lima, secretário de governo.(Diário do Poder)

Deixe uma resposta