Deputado Paes Landim chegou a oferecer aeroporto de Parnaíba à Odebrecht, diz delator

Por Rômulo Rocha – De Brasília
– Delator disse que o projeto do aeroporto de Parnaíba era pequeno para a Odebrecht: “a gente não vai nem olhar”
– Landim foi citado por dois delatores: Cláudio Melo Filho e José de Carvalho Filho
– Parlamentar era chamado de decrépito, que significaria “que tem muita idade, é muito velho ou usado, arruinado, caduco”
– Piauiense é considerado um dos deputados que mais faz discursos elogiosos a personalidades do país na tribuna da Câmara, muitas vezes com trecho inaudíveis
________________________________
DINHEIRO NÃO CONTABILIZADO – CAIXA 2…

…Para o ‘deputado assessor de imprensa’…
Um dos principais executivos do Grupo Odebrecht, Cláudio Melo Filho, delator no âmbito da Operação Lava Jato, informou aos procuradores da República que o deputado Paes Landim ofereceu o aeroporto de Parnaíba para que a construtora do grupo tocasse sua reforma.
O executivo, entretanto, falou que a obra era pequena para os padrões da Odebrecht e que os executivos da construtora não queriam nem ver o projeto.
Na delação, Cláudio Melo Filho fala da tática do deputado pelo Piauí, que se notabilizou ao longo das últimas décadas por discursos elogiosos aos grandes banqueiros, empreiteiros, magistrados de âmbito nacional – é tido por isso como um ‘deputado assessor de imprensa’.
Também destacou o interesse de Landim – que guarda seus discursos mais críticos para desafetos do Piauí – em fazer um livreto, com dinheiro da Câmara dos Deputados, claro, falando do fundador do grupo Odebrecht, assim como havia feito com outras personalidades.
Paes Landim, informa o delator, recebeu R$ 100 mil por fora, não contabilizados.
O próprio deputado foi quem pediu a quantia, segundo o delator.
Leia a matéria completa clicando no link abaixo:

Deixe uma resposta