Candidatos derrotados em 2016 recebem cargos no governo

DEU NA IMPRENSA:
Prefeitos que perderam as eleições foram
consolados
Muitos aliados do governador Wellington
Dias (PT), que disputaram as eleições municipais no ano passado como prefeito e
não conquistaram a vitória e o comando do município, não tiveram um prejuízo
total. Cargos do governo estadual foram distribuídos para um grupo de
candidatos a prefeito derrotados. Talvez um consolo e a garantia de contar com
o apoio político na disputa estadual do próximo ano.
Cargos de secretário, coordenadores,
diretores e outras funções foram ocupadas por políticos que não tiveram a
aceitação eleitoral dos moradores dos seus municípios, em várias pastas do
Governo Wellington Dias. Os políticos que hoje ocupam esses cargos, segundo
dados do site da Transparência do Governo do Piauí até o mês de maio deste ano
(último dado divulgado), podem ficar no cargo até o final do ano de 2018 ou se
afastar em Abril, para disputar as eleições de 2018.
No ano passado, o petista Florentino Neto
era prefeito de Parnaíba e decidiu disputar a reeleição. O ex-senador Mão
Santa, também, disputou o cargo pelo partido Solidariedade. Ao final da
apuração, Mão Santa venceu como uma maioria de 1.123 votos.
Florentino Neto ganhou do governo o cargo
comissionado de secretário estadual de Saúde. Comanda uma das maiores pastas da
gestão Wellington Dias. No Portal da Transparência do Piauí, Florentino Neto
recebe um salário de R$10.500.

Em Buriti dos Lopes, vizinho município de
Parnaíba, o advogado Bernildo Duarte Val disputou a eleição municipal pelo PSD.
Perdeu para o candidato do PTB, Júnor Percy. Com a derrota, Bernildo Val ficou
como comissionado exclusivo na direção-geral da Agência de Defesa Agropecuária
do Piauí (ADAPI). Como o PSD e o PTB, atualmente, apoiam Wellington Dias, nada
melhor do que acalmar os dois grupos políticos de Buriti dos Lopes com cargos
de confiança. 

Deixe uma resposta