Greve dos agentes penitenciários começa a lotar a carceragem da central de flagrantes em Parnaíba

Teodoro Neto |
Foto ilustrativa | Darival Junior
Desde a deflagração da greve dos agentes penitenciários nesta segunda-feira(11), a população carcerária da Central de Flagrantes vem aumentando, isso porque ficou decidido que durante o movimento todas atividades nos presídios do Piauí estão suspensas. 
Os agentes suspenderam por tempo indeterminado prisões em todo o Estado, as visitas familiares e íntimas, atendimento a advogados e a condução de presos para audiências.
Diante dessa situação a quantidade de presos na Central Flagrante só aumenta somente nesta terça-feira (12) foram contabilizados 48 detentos, 03 do sexo feminino. “Os presos vão se acumulando no xadrez da central devido a greve dos agentes penitenciários, que estes se recusam a recebe-los”,informou Robinson Castilho,  encarregado na transferência de presos da central para o sistema prisional do Estado.
A capacidade de presos provisórios na Central é de apenas 17 detentos. Uma bomba prestes a explodir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *