Prefeitura de Parnaíba inicia pela Praça da Graça o projeto de paisagismo da cidade

A prefeitura de Parnaíba, através da Secretaria do Setor Primário e Abastecimento (SESPA), juntamente com a Secretaria de Serviços Urbanos,  está deixando o ar da  cidade mais puro e as vias públicas mais bonitas e verdes, com o plantio de mudas espalhadas em vários pontos.
É um processo que vai contemplar todas as praças e passeios públicos de Parnaíba, um trabalho que começou pela Praça da Graça, que está recebendo plantas ornamentais e a recuperação da grama. O trabalho vai se estender por todas as avenidas, como Pinheiro Machado, Coronel Lucas e a Francisca Borges dos Santos, esta desde ontem recebe as equipes que estão fazendo o plantio de mudas de variadas espécies, a partir das proximidades do Aeroporto.
Com relação à Praça da Graça,  é compromisso da Secretária de Infraestrutura, engenheira Maria da Graça (Gracinha) e do Prefeito Mão Santa, entregar para população parnaibana dia 18 de outubro aquele logradouro público totalmente recuperado, com todos os seus equipamentos funcionando, inclusive a fonte luminosa. “A Praça da Graça vai continuar sendo o nosso principal cartão postal, o que justifica todo o investimento que a prefeitura vem fazendo em favor do embelezamento de mais um dos pontos turísticos da cidade”, destaca a secretária Gracinha.
Mercado da Guarita
Numa outra frente de trabalho, a Prefeitura prossegue com a recuperação da estrutura física do Mercado da Guarita, que apresentava rachaduras nos pilares, algumas paredes cedendo, oferecendo perigo às pessoas que ali trabalham e frequentam o local. Foi lavrado um auto de interdição e, provisoriamente, armada uma tenda em frente ao mercado das frutas, até que a reforma do telhado seja concluída e os feirantes retornem ao local de origem.
É importante lembrar que há pouco mais de três anos a administração passada anunciou com pompas que aquele mercado havia passado por uma grande  reforma e, junto com a retirada de velhos e imprestáveis quiosques que havia no entorno daquela feira, anunciaram as poucas melhorias do local como sendo “a obra do século”. Agora se constata que tudo não passava de espuma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *