Internauta destaca acolhimento humanizado no Pronto Socorro Municipal

É uma situação lamentável você levar seu filho acidentando com cortes no rosto cheio de sangue ao pronto socorro do HEDA e não ser atendido, alem de ver uma mãe desesperada com seu filho chorando de dor e o moço do portão diz: deram uma saidinha, esperam um pouquinho; já o moço que deveria fazer o atendimento urgente disse: “faça a ficha primeiro por favor”. tive que levar o Levi pro pronto socorro municipal, lá foi diferente, atendimento “humanizado”. Ele tava muito nervoso mais os médicos souberam acalmá-lo. Já estamos em casa e ele está mais calmo.













Por Erismar Dias Calixto
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *