Mão Santa quer autorização da Câmara Municipal para fazer um empréstimo junto à Caixa: E daí? Que hipocrisia é essa?!!!

                                                Foto ilustrativa
       

Que hipócritas!
Que me ouçam os
ressentidos, saudosos de um passado recente, quando viviam nababescamente às
custas do dinheiro público; que me respondam os hipócritas e covardes, que
sempre silenciaram diante das maracutaias do passado: Por que agora desejam
fazer terrorismo diante de fatos extremamente normais? Sim, estamos falando
àquela meia dúzia de pessoas que resolveu achar que o prefeito Mão Santa, ao solicitar autorização da Câmara Municipal, para a prefeitura contrair um empréstimo, vai fazer com que
Parnaíba e o seu futuro sejam comprometidos para saecula saeculorum!!!
Com a devida vênia:
Qual é o pecado do
prefeito Mão Santa solicitar autorização para o município contrair empréstimo
de  “até” 5 milhões de reais? Como está
explicado no projeto, o dinheiro será aplicado no financiamento de obras de
infraestrutura já em andamento, oriundas do PAC, bem como àquelas referentes à
obras de mobilidade urbana(..)”. Sabem os senhores que as obras do PAC I,
iniciadas na gestão Zé Hamilton não foram concluídas, embora ele pregue o
contrário? E que deixaram de pagar algumas contrapartidas de parcerias com o
governo federal e que, por isso, algumas obras foram paralisadas? E é
necessário pagar estas pendências para que o município tenha condições de
receber novos investimentos! Por que não falam a verdade para a população?!
Qual o pecado?
Wilson Martins e
Wellington Dias endividam este Estado há quanto tempo? São bilhões de recursos
que foram pelo ralo. Sim, porque até hoje ninguém sabe ao certo em que foram
empregados. Só Wellington Dias, por último, teve autorização para contrair
empréstimo de mais de 1 bilhão de reais! Que disseram os ressentidos
terroristas de agora? Sabem que Parnaíba também ajuda pagar esses empréstimos,
quando paga seu ICMS ao Estado? O que recebe em troca?!!! E, numa época de
crise econômica como a atual, qual a ideia que vocês dão para captar recursos
que não seja via empréstimos. E que não vão comprometer Fundo de Participação
coisa nenhuma. Não compromete o do Estado? Ou compromete? O Estado deixa de
pagar servidor por conta de empréstimos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *