A situação difícil da segurança pública do Piauí

                  Secretário Fábio Abreu e Cel. Carlos Augusto
A segurança pública no Piauí demonstra ser, este ano, a área mais preocupante. Os policiais militares apresentaram uma proposta de criação de um plano de carreira e salários para o governador Wellington Dias. E na última sexta-feira os PMs e os Bombeiros realizaram uma assembleia geral para discutir o posicionamento do governo estadual sobre as suas reivindicações.
Neste final de semana, em Parnaíba e Teresina, o sistema prisional já recebeu o sinal de como irá ser o ano de 1018. O cidadão fica preocupado com a situação em que passam as cidades piauienses. O abastecimento de combustível para os carros da Polícia Militar e Polícia Civil já deixa de acontecer. 
E para completar, o secretário de segurança Fábio Abreu e o Comandante da PM, coronel Carlos Augusto, são acusados de estarem fazendo política eleitoreira com os cargos que ocupam. (Marcelo Rocha)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *