Água de qualidade para a zona rural: Governo do Estado só atua em Parnaíba sob pressão do Ministério Público

Em ano eleitoral os políticos sem compromisso
com os interesses coletivos costumam querer fazer milagres. Pintam-se de todas
as cores para confundir a opinião pública.É o que vem ocorrendo agora com o
governador Wellington Dias, com relação a mais uma promessa que fez, nesta
terça-feira, para o vereador Ronaldo Prado, que teria participado de uma reunião com o governador, com o secretário de saúde e ex-prefeito Florentino Neto, com
o presidente da Agespisa, Genival e o diretor Antônio Trigo, e com o Francisco
Costa, do Instituto das Águas. Ronaldo colocou ontem (9) em sua página no facebook,
que a tal reunião teria sido para tratar das obras que vão levar água potável para Baixa da Carnaúba e outras localidades da Zona Rural de Parnaíba.
Para observadores, fica clara a intenção de
quererem enganar a boa fé da população, quando o próprio Ronaldo Prado –vereador
de 7 mandatos, que já foi enganado tantas vezes pelo mesmo governador, sempre esteve
do lado dele e nunca disse que Wellington Dias teria o compromisso de fazer com
que a Agespisa levasse água para a zona rural, assunto que já foi tema de
audiências públicas na Câmara, sem nenhum resultado prático. As vezes que essas
audiências foram realizadas, quem estava no comando do Estado era este mesmo
governador. Num desses encontros estava presente, como diretor da Empresa de
água, o tio de Wellington Dias- Zé Dias, que após fazer uma série de
declarações inverídicas, foi desmentido pelo então vereador Gerivaldo Benício.
Agora, com a aproximação do período eleitoral, o
Governador e o ex-prefeito Florentino, ambos do PT, inventam reuniões para
tratar de um assunto que nunca antes os preocupou. 
Há quantos anos a zona rural de
Parnaíba vive o drama de não ter água de qualidade para os seus moradores? Os
últimos investimentos feitos na  região
pela Agespisa datam de quando o hoje prefeito Mão Santa era governador. E os
equipamentos estão lá, abandonados, alguns destruídos pelo desuso. Foi o que
constatou o prefeito e equipe quando lá estiveram, no início do ano passado,
levando na comitiva o então presidente da FUNASA, Henrique Pires, com quem Mão
Santa assinou um termo de cooperação técnica para que fossem trabalhadas formas
de se solucionar o problema, que vem sendo minimizado com a implantação de
sistemas de purificação de água, que já foram colocados em algumas comunidades da zona rural.
Para a Secretária de Infraestrutura, Gracinha
Moraes Sousa, “o governo do estado está acuado, diante do descrédito a que chegou.Agora
novamente quer confundir a população de Parnaíba, tentando desconhecer o
trabalho que a Prefeitura fez, através da Aserpa- Agência de Regulação de
Serviços Públicos, que teve que apelar para o Ministério Público, a fim de que
a Agespisa se posicionasse, prometendo 
ao promotor Cristiano Peixoto um projeto, até março, a ser executado
para levar água potável aos moradores da região da Baixa da Carnaúba”.
Disse ainda a secretária que Mão Santa tem “pressionado também o governo a cumprir a dívida contratual de concessão da Agespisa. E a primeira
exigência do prefeito é em relação a investimentos de lavar água de qualidade
para a Baixa do Aragão e Olho Dágua. Se o governo do Estado não cumprir o seu
papel, Mão Santa irá municipalizar a Agespisa, pois a cidade paga muito caro e
não tem recebido retorno, principalmente neste últimos 12 anos da gestão petista”-
pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *