Protesto generalizado

Por: Arimateia Azevedo
Generalizou-se em todos os segmentos policiais do Piauí – civil e militar – a reação à determinação que, dizem, ter partido do secretário de Administração Franzé Silva, de cortar gratificações dessas categorias. Os agentes civis tiveram descontados R$ 200,00 e os delegados mais de R$ 500, como adicional noturno e outras gratificações. O Portal AZ disponibilizou um veemente protesto do chefe da Delegacia de Repressão e Prevenção a Entorpecentes, delegado Menandro Pedro, em vídeo.  Roda nas redes sociais o protesto abaixo que sintetiza a queixa de todos: “Conseguimos apreender mais de 300 kg de cocaína pura, uma aeronave, e prender dois homens no município de Barreiras do Piauí. As prisões foram realizadas nessa sexta (26), após o piloto da aeronave clandestina realizar um pouso forçado por falta de combustível. As apreensões e prisões foram resultado de um trabalho em conjunto entre a PM e a Polícia Civil. Mas vale ressaltar que no mesmo dia, acordamos (policiais militares e civis) com uma diminuição relevante em nossos contracheques. Porém, apesar disso continuamos trabalhando, porque a Polícia Militar e a Polícia Civil são nossas vidas. Mas, não podemos aceitar que o secretário de administração corte os nossos vencimentos, sem nos avisar. Estou repudiando em nome de todas as categorias Policia Civil,  Depre, Policia Militar”. Com a palavra o secretário Franzé Silva. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *