Cadela reconhece túmulo da dona e emociona família em cemitério

A história de amor entre Belinha e sua dona, Telma Pereira, não tem fim. Na semana passada, o blog mostrou que o amor que uniu as duas em vida não acabou, apesar da morte de Telma: Belinha acompanhou todo o velório da dona e fez questão de ficar pertinho do caixão para dar o último adeus.
Ontem (14), no Sétimo Dia, a família fez questão de levá-la para o cemitério, em Nazária, a 30 quilômetros de Teresina. “Quando soltamos a coleira, ela foi direto para o túmulo da minha mãe, mesmo não tendo ido ao enterro. Ficou o tempo todo com a gente, mesmo que às vezes ficasse inquieta”, conta o filho de Telma, Dionísio Neto.
Ao Bicharada, Dionísio diz que considerou o momento emocionante.
“Essa história, depois da matéria feita pelo Cidadeverde.com, circulou todo o país e isso é muito comovente. A mamãe, mesmo depois de morta, ensina que o amor vai além da morte”, declara o filho.(Cidadeverde)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *