Inquérito no STF atinge Rejane Dias, Lílian Martins, Fábio Novo e Flávio Nogueira

SUSPEITA É DE AUSÊNCIA E FRAUDE EM LICITAÇÃO – O ministro Marco Aurélio Mello é o relator de um inquérito (4604 – CONFIRA AQUI) aberto no Supremo Tribunal Federal contra a deputada federal Rejane Dias (PT), esposa do governador Wellington Dias e atual secretária de Educação.  Na semana passada (dia 05/02) foi publicado despacho para que a Procuradoria Geral da República se manifeste sobre as explicações dadas por Rejane Dias para as denúncias de ausência (artigo 89) e fraude em licitação (artigo 90) no transporte escolar.
DETALHE DAS DENÚNCIAS –  Os fatos teriam acontecido em 2012, quando Rejane Dias era deputada estadual. Posteriormente, em 2014, foi aberto Inquérito Civil no Ministério Público Estadual, onde Rejane Dias virou alvo do inquérito. Também foram citados nos relatórios os deputados estaduais na época: Fábio Novo, Lílian Martins (atual Conselheira do TCE-PI) e Flávio Nogueira.
rejanelilianfabionovoflavionogueira
Em 2012, os quatro parlamentares foram denunciados por uma empresária (Francisca Rosa Luz Alves, de Fronteiras-PI) de indicarem rotas e pessoas para trabalharem no transporte escolar na região de Fronteiras, ou seja, um loteamento das rotas.  Segundo a denúncia, muitas dessas rotas não tinham nem alunos nas localidades.
LEIA MAIS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *