Piauí é apontado como exemplo de desperdício

O Piauí voltou ao noticiário nacional, durante o carnaval. O jornal ‘O Estado de São Paulo’ publicou que, com um índice de apenas 57% de coleta de esgoto, o Brasil vive um paradoxo no setor de saneamento: o país coleciona exemplos de obras pela metade e redes que ficaram perdidas por anos, sem servir à população.
São tubulações que não chegam a lugar nenhum e não beneficiam ninguém – resultado de um planejamento deficiente do poder público.
O jornal aponta Teresina como um exemplo dessa situação. E informa que a cidade ocupa o 88.º lugar no ranking de saneamento elaborado pelo Instituto Trata Brasil com as 100 maiores cidades do país.
Teresina aparece nessa reportagem com cerca de 700 quilômetros de rede de esgoto construída. Mas quase 20% dessa malha estava – literalmente – perdida no subsolo, sem nenhuma ligação. (Zózimo Tavares)
                           Lembram dessa buraqueira feita na cidade?
EM TEMPO: E em Parnaíba? O ex-prefeito e atual deputado Zé Hamilton já disse em uma emissora de TV local, que quando saiu da prefeitura deixou 80% da cidade com rede de esgotos. Mentira pura. Iniciou a obra e nunca concluiu.E nem prestou contas dos recursos. (Bernardo Silva)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *