Sem diálogo, Semar pode ser depejada

Funcionando provisoriamente, há mais de 2 anos, na sede do IMEPI – Instituto de Metrologia do Piauí, o escritório de Parnaíba da Semar – Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recurso Hídricos, corre o risco de ser despejado do local, ainda este mês, quando o vence o prazo dado para que o órgão procurassse outra sede para se instalar, porque o atual coordenador da Semar, Rarisson Albuquerque, segundo denunciam funcionários, “não agrega, se indispôs com as pessoas, até com as analistas da Semar”.
Com o telefone cortado há tempos e o serviço de protocolo sem funcionar, “a Semar virou um órgão político. Antigamente tinha dificuldades, mas a coordenadora anterior (Roseane Galeno) sabia lidar com as pessoas. Ela passou aqui 10 anos e construiu uma boa imagem; tinha uma relação institucional bacana, mas agora, desde que esse novo coordenador assumiu, as coisas mudaram. Sabe-se de denúncias de iregularidades da gestão dele, mas, como é um apadrinhado do deputado Ziza Carvalho (Secretário Estadual de Meio Ambiente), nada acontece”, comentam os denunciantes, que pediram para não serem identificados.
Há informações também de que na eleição de 2016, em que o atual coordenador Rarisson Albuquerque concorreu a uma vaga de vereador, ele se afastou do cargo, conforme manda a lei, a a esposa dele teria ficado recebendo o salário, o que a lei não permite.
O escritório da Semar saiu de um espaço que ocupava no Porto das Barcas ainda em 2015, porque o local oferecia riscos e necessitava de manutenção. Como havia espaço na sede do Imetro, form iniciadas as tratativas ainda na gestão de Roseane Galeno, segundo informações. Mas agora foram pedidas as salas e a Semar poderá ficar desalojada, com o escritório correndo o risco de fechar, “porque é o único que ainda permanece aberto no Estado. Na gestão do ex-secretário Dalton Macambira existia um posto em Bom Jesus e outro em Curimatá, que o atual secretário não conseguiu manter”, dizem os denunciantes.
Com o fechamento o fechamento do escritório da Semar no município seria mais um órgão do Estado que vai para a extensa lista das coisas que “Parnaíba já teve”.(Tribuna do Litoral)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *