Servidor da Sefaz é preso por receber suborno para adulterar peso de carga

A Polícia Rodoviária Federal (PRF-PI) prendeu um motorista por corrupção ativa e um servidor terceirizado que prestava serviço na Secretaria de Fazenda do Piauí (Sefaz) por corrupção passiva. Os crimes foram praticados durante procedimento de pesagem de veiculo de carga e as prisões aconteceram em fiscalização na BR 316, próximo ao Posto da Fazenda em Teresina. Segundo a PRF, o servidor terceirizado da Sefaz teria recebido R$ 20 do motorista para adulterar o Termo Fiscal de pesagem do veículo.
Os policiais abordaram um veículo de placa PCR-1921, de Pernambuco, transportando carga de madeira serrada, oriunda do Pará com destino a Paraíba. Quando a PRF solicitou a documentação, o condutor apresentou o Termo Fiscal emitido pela Sefaz com peso total de 25.900 kg, além da nota fiscal e guia florestal para 20.05 metros cúbicos de madeira. No entanto, ao realizarem uma nova pesagem, os inspetores da PRF constataram que as medidas informadas no documento da Fazenda eram inferiores ao que realmente era transportado.
“Houve suspeita sobre a veracidade da informação do peso no Termo Fiscal. Foi feita uma nova pesagem e quando o veículo entrou na balança do posto, constatou-se um peso de 35.920 quilos, mais de 10 toneladas ao que era informado no documento apresentado”, relata o inspetor Paiva, da PRF.
O porta-voz da Polícia Rodoviária acrescenta ainda que, diante da comprovação da fraude, o condutor do veículo  acabou confessando que pagou ao servidor da Sefaz responsável pelo registro da pesagem para informar uma quantidade de peso inferior. Os fiscais emitiram um novo termo fiscal e conduziram tanto o motorista do caminhão quanto o técnico da Sefaz, que não teve o nome informado, para a Central de Flagrantes.
Por: Jessyca Mazza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *