TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO REAFIRMAM: A GREVE CONTINUA

Os trabalhadores em educação realizaram mais uma assembleia geral na manhã desta terça-feira (27) discutiram e mostraram toda a sua indignação diante da postura intransigente do governo do estado de implementação do auxilio alimentação no contracheques dos servidores, e aprovaram a continuidade da greve.
A categoria foi unânime em rejeitar mais uma vez esta proposta considerada “imoral” por todos e todas. “Não iremos aceitar essa esmola que o governo quer dar com o nome de auxilio alimentação”, destacou uma servidora.
A assembleia contou com mais apoio da sociedade e a presença dos aposentados da educação, dos estudantes das escolas públicas e também dos concursados que aguardam nomeação.
Os aposentados foram firmes em dizer que “aposentado também vota” e que não vão deixar barato essa traição que o governo do estado está querendo fazer com os aposentados.
Os estudantes por sua vez, deram apoio aos trabalhadores em greve, dizendo que querem respeito aos professores e aos alunos que precisam da educação pública. Os estudantes, Bruna dos Anjos e Marcos Almeida, da escola Joca Vieira, Vinicius Sousa do colégio João Clímaco, se manifestaram e anunciaram que realizarão um protesto na manhã desta quarta-feira (28) na avenida Frei Serafim seguindo em caminhada até o Palácio de Karnak, em apoio à greve dos professores.
Os concursados que foram convocados em dezembro e aguardam a nomeação para que possam assumir seus cargos e dar continuidade a um processo, que o governo faz questão de esquecer. A presidente do Sinte-PI, Paulina Almeida, reforçou a postura do sindicato em defesa do concurso público e agradeceu o apoio dos concursados, pois nossa luta, reflete num futuro melhor para os que chegam na educação. (SINTE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *