8 pré-candidatos ao governo querem Adalgisa como vice-governadora, diz Mão Santa

Oito pré-candidatos ao governo do Piauí procuraram a primeira-dama de Parnaíba, Adalgisa Moraes Souza, para disputar as eleições de 2018 como vice. É o que afirma o prefeito Mão Santa (SD), em entrevista concedida ao OitoMeia por telefone. Muitos partidos já têm se articulado para montar as melhores estratégias e formar o melhor time para a disputa deste ano.
“Adalgisa é muito culta. Oito pré-candidatos a governador do Estado vieram pedir para ela ser vice, mas ela não vai. Ela vai ficar é agarrada aqui em Parnaíba comigo”, esclareceu à reportagem Mão Santa. De acordo com o prefeito, o ex-ministro João Henrique, o deputado Luciano Nunes, o ex-governador Freitas Neto e o deputado Dr. Pessoas foram alguns dos que fizeram o convite para a primeira-dama.

Mão Santa / (Foto: Divulgação)
Adalgisa, atualmente, é secretária de Desenvolvimento em Parnaíba, distante a 340 km de Teresina, e recentemente assumiu a Superintendência de Comunicação. Fato que gerou polêmica naquela cidade. Mão Santa atribui a escolha do nome de Adalgisa para compor chapa majoritária ao que ele denominou de largo saber que ela detém.
A CAPITAL ESTÁ UMA BAGUNÇA 
O prefeito Mão Santa, na oportunidade, fez duras críticas à gestão do governador Wellington Dias (PT) e à de Firmino Filho (PSDB). De acordo com o parlamentar, a capital piauiense está uma esculhambação. “Mande ele [Firmino] vim aprender a administrar uma cidade aqui comigo”, solicitou Mão Santa.
O chefe do executivo de Parnaíba ressaltou ainda que se preparou para ser o presidente da República e que o modelo implantado em sua gestão tem sido o motivo de sua aprovação. “É a prefeitura mais bem avaliada do país. 86% de aprovação popular”, comemorou.
Mão Santa tem sido criticado por nomear parentes para secretárias. Adalgisa, sua esposa, já ocupava uma quando foi encarregada de administrar uma nova pasta. O que gerou mais críticas. (por: Nataniel Lima – OitoMeia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *