DEPUTADOS DO PIAUÍ PISARAM NA BOLA E AGORA ANDAM ATRÁS DE RESPOSTAS PARA O DINHEIRO MAL APLICADO,

Por: Tomaz Teixeira
Foram milhões aprovados por eles, sem projetos e sem planilhas de custos, apenas o relato de recursos para obras de educação, saúde, mobilidade urbana e para segurança. Mas, os pedidos de empréstimos enviados ao Legislativo pelo Executivo, não acompanharam os projetos dessas obras e muito menos as respectivas planilhas de custos. Um crime de responsabilidade pública dos senhores deputados. O Legislativo cooptado quase que totalmente pelo Executivo, não pode aprovar pedidos de empréstimos, sem os projetos e planilhas de custos, anexados ao pedido de financiamento, das obras de saúde, educação, mobilidade urbana etc. Agora estão correndo atrás da Caixa, TCE e CGE sem as respostas de que necessitam para fiscalizar e punir ao executivo. Culpa de quem? Deles mesmos!! Cabe ao MPE representar contra a irresponsabilidade dos deputados, que aprovaram pedidos de empréstimos vultosos sem cumprir as exigências regimentais, especialmente projetos e planilhas de custos. E agora José? IRRESPONSÁVEIS. Isso é crime de responsabilidade pública!!

  • POR QUE MILHÕES PARA ASFALTAR ESTRADAS E MILHARES DE CASAS POPULARES e nenhum centavo para canais de IRRIGAÇÃO NO PARNAÍBBA? Queremos Resultado de imagem para Platôs de Guadalupechamar atenção da bancada federal do Piauí, senadores e deputados federais, que para concluir os Platôs de Guadalupe ainda faltam 20% do projeto. Para concluir os Tabuleiros Litorâneos em Parnaíba, faltam 15% do projeto. Em Parnaíba o Prefeito Mão Santa já fez apelo ao Presidente Temer que mande recursos para concluir o projeto, pois ele Mão Santa declarou que poderá dotar Parnaíba de um polo hortifrutigranjeiro, semelhante ao existente em Juazeiro/BA e Petrolina/PE. O ex-governador e atual prefeito de Parnaíba, está, determinado, em concluir o projeto dos Tabuleiros Litorâneos e para tal, tem ido a Brasília em busca de apoio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *