GREVE: IMPEDIDA DE DAR AUMENTO

Rejane promete dar aumento, mas não agora 
A secretária de Educação Rejane Dias (PT) falou nesta segunda-feira (5) sobre a greve dos professores da rede estadual e as tentativas de acordo entre governo e servidores. Segundo ela, nunca houve falta de diálogo, no entanto, lembrou que o governo está impedido de dar aumento porque o Estado extrapolou o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
“Como o estado atingiu o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal, ele fica impedido de poder dar reajuste até sair desse limite prudencial. Qual foi a saída jurídica que nós encontramos? Foi via auxílio alimentação. O governo já pagou a primeira parcela na forma de auxílio e estamos aguardando sair o relatório da LRF, que deve acontecer em maio, para que seja efetuado todo o repasse do reajuste e aí todo mundo vai receber”, falou.
A alternativa de pagar em forma de auxílio alimentação não contempla os servidores inativos, o que tem causado grande impasse. Diante da situação, a Seduc trabalha com a esperança de que o relatório da LRF a ser divulgado em meados de maio aponte o Piauí dentro do limite prudencial, quando a lei permite ao Estado conceder algum tipo de reajuste. 
Os professores da rede estadual estão em greve desde o fim de fevereiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *