Professores aceitam proposta do governo e encerram greve

Sede do TJ/PI, em Teresina. (Foto: Divulgação)
                                                  Sede do TJ/PI, em Teresina
Por Adriana Oliveira

Depois de 17 dias de greve, os trabalhadores em educação retornam as suas atividades nesta terça-feira (13/03). A greve foi encerrada depois de uma audiência de conciliação intermediada pelo Tribunal de Justiça entre o governo e os trabalhadores em educação na manhã de hoje (12/03).
No acordo firmado entre os envolvidos, o Estado apresentou um reajuste salarial de 6,81% aos trabalhadores em educação, sendo valor integral sem parcelas. Anteriormente o governo havia oferecido esse percentual parcelado, através do vale alimentação e a categoria havia rejeitado.
“O dissídio coletivo de trabalho acontece quando não há consenso negociável entre as partes envolvidas, ou seja, o dissidio permite ao Tribunal mediar o conflito coletivo canalizando a um processo, mas que atenda aos interesses de ambas as partes, no caso tivemos 90% de nossas reivindicações atendidas. Tivemos que ceder que ao retroativo para os aposentados”, explica Kassyus Lages, vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Piauí ( Sinte-PI).
Ainda no acordo firmado entre as partes, ficou acertado que não será descontado dos professores pelos dias parados, devendo haver a reposição das aulas no decorrer do ano letivo.
A audiência foi intermediada pelo desembargador Joaquim Santana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *