Vestido branco, buquê, bolo e muita emoção…

Tudo se deu como manda o figurino em uma cerimônia carregada de simplicidade não faltando olhos molhados pela emoção. A união foi assistida por parentes, filhos, pais, convidados, padrinhos de cem casais nesta sexta-feira (27/04), onde o cenário para a realização deste sonho foi a quadra de esportes da Escola Roland Jacob, na zona norte de Parnaíba.

O casamento realizado nesta sexta-feira reuniu num só lugar as mais diversas histórias de amor. A juíza Zelvânia Márcia Batista Barbosa celebrou o ato e os casais disseram o sim ao compromisso do casamento, diante de seus padrinhos, familiares e convidados.

Vivendo sobre o mesmo teto há 27 anos e com quatro filhos, os noivos Raimundo Machado e Ileuda Maria da Silva aproveitaram a oportunidade de oficializar o casamento. “Tem pessoas que não têm condições financeiras para celebrar o casamento, então acaba deixando para lá e hoje resolvemos aproveitar esta chance de regularizar a situação gratuitamente”, disse ela.

Esse evento, que não muda a vida da cidade, mas muda a vida das pessoas que estão aqui presentes, realiza o sonho de muitos que não têm condição financeira para concretizar.A iniciativa deste casamento coletivo foi elogiada por vários casais.

Outro casal que já mora junto e aproveitou o casamento comunitário para oficializar a união foi Socorro Ferreira e Raimundo Nonato. Eles oficializaram a união após sete anos juntos. “A gente vive bem. O casamento já deu seus frutos, temos dois filhos. Mas nós queríamos casar de papel passado desde o inicio. A gente sabe que casamento não é fácil, mas o amor vale a pena”, comenta Socorro.

De acordo com o presidente da OAB – Subseção de Parnaíba, José de Sousa Lima, o casamento civil Comunitário tem o objetivo de regularizar a situação de casais em condição de vulnerabilidade social e promover o fortalecimento de vínculos familiares. “No total serão quinhentos e nove casais que iremos dividir em várias etapas. O próximo será na Ação Global no mês de maio”, concluiu Lima.

O evento foi uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania(Sedesc) em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, OAB – Subseção de Parnaíba e o Cartório Ruben Furtado. Por Camila Neto. Fotos: Camila Neto.

Deixe uma resposta