Elmano retira assinatura da CPI da Lava Toga; “Grande decepção”, diz Kajuru

O senador Elmano Férrer (Podemos) retirou sua assinatura do requerimento de integrantes do “Muda, Senado”, para instalação da CPI da Lava Toga. Somente com 27 assinaturas o pedido poderia ser protocolado.

“Cedeu à pressão de Davi Alcolumbre e retirou seu apoio, deixando o requerimento com apenas 26 assinaturas”, diz o site de Cruzoé.

Para o presidente do Senado Federal, a CPI poderia estremecer ainda mais a relação do Legislativo com o Judiciário.

Nesta tarde, procurado pela impressa em Brasília, Elmano não foi encontrado em seu gabinete.

Reação no Senado

A decisão de Elmano repercutiu entre colegas. Ao Antagonista, Jorge Kajuru (Patriota) disse estar decepcionado. “Disse que ele era corajoso, ele prometeu que não tiraria. Com a pressão do jeito que está, não coloco mais a mão no fogo por ninguém”.

    Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Ainda no desabafo ao site, Kajuru reclamou da postura de parlamentares que, em casos como este, assinam apenas “para negociar”. Mas disse não ter provas, ao ser questionado por Antagonista se estava falando de Elmano.

A CPI tem intuito de investigar a atuação dos tribunais superiores, eventuais irregularidades e o que vem sendo chamado de “ativismo judicial”. (Apoliana Oliveria)

Deixe uma resposta